Sobre o Atelier Montessori

O Atelier Montessori é um centro de atividades educativas fiel à pedagogia Montessori, pensado para todos mas, de forma especial, pensado para as crianças. 

Montessori tem uma mensagem admirável quando entramos na abordagem do desenvolvimento infantil e, por isso, também muito inspiradora para pais, professores, cuidadores e outros profissionais que se dedicam a esta área.
Foi para todos eles que o Atelier foi sonhado e criado.

Num espaço amplo, harmonioso e estimulante, a equipa de "Guias" Montessori do Atelier, detentoras de certificação, irá receber as crianças dos 18 meses aos 3 anos de idade para as chamadas “sessões de 3 horas".

Numa sessão Montessori de 3 horas, as “Guias” Montessori ora fazem apresentação de materiais instigando a criança a experimentar e a descobrir por si mesma, ora analisam com detalhe e minúcia o comportamento desta.

O espaço preparado para as crianças é composto por áreas diferenciadas de conhecimento e permite ainda o acesso a um jardim exterior. 

No Atelier Montessori, todas crianças poderão fazer um trabalho de verdadeira exploração num ambiente preparado, com uma atmosfera calma e ordenada, usando materiais especificamente elaborados à luz das etapas do desenvolvimento infantil, os chamados “períodos sensíveis.“

Entende-se que a combinação de ambiente e materiais Montessori promovem uma concentração espontânea
da criança que integrará o resultado de cada descoberta na chamada “mente absorvente.”

No Atelier Montessori encontrará ainda uma ante-sala onde se organizam periodicamente workshops, grupos de estudo e mini-cursos destinados a pais, famílias, professores e outros profissionais que desejem explorar, aprofundar e caminhar no seu desenvolvimento pessoal. Como neste espaço se pretende partilhar vida, ele será sempre aberto a todos quantos o queiram conhecer! Montessori para Todos é o nosso lema!


Pedagogia Montessori

Maria Montessori desenvolveu um método educacional para implementar a sua filosofia. Enquanto psiquiatra observou continuamente as ações de crianças e, integrando-as nos seus conhecimentos médicos e científicos, descobriu o que ajudava o desenvolvimento infantil e quais as características de uma educação que fosse capaz de contribuir para a construção do equilíbrio interior e da felicidade da criança.

Para isso, existem dois componentes essenciais do método: o ambiente - que inclui os materiais pedagógicos - e os educadores, que também preparam esse ambiente, um lugar que nutre a criança de maneira a suprir as suas necessidades de auto-construção.

É desta forma que a criança é capaz de nos ir revelando o seu padrão de desenvolvimento. Segundo Montessori “ A criança cresce porque a vida potencial no interior dela desenvolve-se, tornando-se visível”.

A Educação Montessori tem, por isso, a sua ênfase no desenvolvimento do potencial humano, no trabalho (como atividade física e mental escolhida livremente) e na interdependência do homem com a natureza, na importância da família e ainda no significado da criança para a vida adulta, uma criança que tem competência para aprender sozinha.

É esse respeito pelas necessidades da criança que também nos ajuda a redescobrir as nossas próprias e a ser mais tolerantes com as necessidades dos outros, independentemente da fase do ciclo de vida em que estejam. Assim, a ideia é que toda a humanidade ganhe um maior conhecimento e dignidade.


Quem foi Maria Montessori?

Maria Montessori foi uma mulher extraordinária que transformou a educação de milhões de pessoas em todo o mundo e que deu um efectivo contributo para a paz da humanidade.

Nasceu em Itália no dia 31 de Março de 1870 e morreu a 6 de Maio de 1952, com 82 anos. Com 20 anos, e pelos seus elevados resultados escolares na escola técnica de ciências (que frequentou contra a vontade de seu pai), Montessori conseguiu assegurar uma vaga na Universidade de Roma tendo ido estudar na Faculdade de Medicina. Com 26 anos, foi uma das primeiras mulheres a exercer medicina na Europa. Foi também professora universitária e uma das principais defensoras dos direitos das mulheres. A Maria Montessori, enquanto médica, interessavam particularmente as doenças do sistema nervoso tendo concorrido ao internato da clínica de psiquiatria. Pouco a pouco foi-se especializando.

Em diversas visitas a asilos e hospícios, Montessori apercebeu-se do tratamento desumano dado às crianças que aí eram entregues. Iniciou então as suas pesquisas sobre crianças portadoras de necessidades especiais e a partir do estudo da obra de Séguin, passou a criar materiais que mais tarde fariam parte de seu método.

Para Maria Montessori, a principal causa do atraso na aprendizagem de crianças especiais era a ausência de materiais de estímulo adequados ao seu desenvolvimento.

Procurando especializar-se, Montessori prossegue os seus estudos, tendo-se formado em Pedagogia, e elabora ela própria um conjunto de materiais que iriam permitir a estas crianças realizar notáveis progressos na aprendizagem designadamente por apelarem aos seus sentidos. Uma empresa italiana que construía prédios para pessoas pobres pediu-lhe para tomar conta das crianças cujos pais passavam o tempo a trabalhar com o intuito de diminuir os seus 'desacatos' enquanto estavam sozinhas.

Em 1907, e com uma professora, abriu a 'Casa dei Bambini' que dava a Montessori toda a possibilidade de fazer as suas experiências. Tão bons resultados deu esta experiência que esta empresa decidiu abrir uma segunda casa e pouco depois uma terceira. Assim começou o sonho de Montessori expandir o método por toda a Europa. Da Itália à Suíça, mais tarde na Argentina, em 1910 nos Estados Unidos da América, em 1911 em Paris e em 1913 em Inglaterra, o método não parava de se expandir. Em 1912 Maria Montessori foi para os Estados Unidos para lecionar em Nova Iorque e em Los Angeles. Em 1916 esteve em Barcelona e em 1920 lecionou em Londres. Com o sucesso do 'Método Montessori', diversas 'casas' foram criadas na Itália.